sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Poluição Atmosférica - Conseqüências

Conseqüências da poluição atmosférica:
  • Smog:

É um fenômeno que aparece nos grandes centros urbanos, identificado por uma grande massa de ar estagnado em conjunto com vários gases, vapores de ar e fumaça que acabam em nossos pulmões. O smog é uma mistura química de gases, os óxidos de nitrogênio (NOx), compostos voláteis orgânicos, dióxido de sulfureto, aerossóis ácidos e gases, bem como partículas de matéria, formam parte desta bruma. Os gases provêm das indústrias, dos automóveis e inclusive das casas, devido aos processos de combustão. A reação destes compostos com a luz solar produz o chamado smog fotoquímico, cuja característica principal é a presença do ozônio no nível da terra, um composto que pode causar numerosos problemas de saúde.

Quanto mais smog você inalar, mais probabilidades existem de sofrer efeitos adversos para sua saúde. As pessoas sensíveis podem apresentar sintomas depois de permanecer apenas uma ou duas horas ao ar livre, em meio a um ambiente poluído. Os idosos são os que mais riscos correm, especialmente os que sofrem de enfermidades dos pulmões ou do coração. Também as crianças correm perigo, porque respiram mais rápido e passam mais tempo ao ar livre. Inclusive os adultos jovens saudáveis respiram de forma menos eficiente durante os dias em que o ar está densamente poluído. Os efeitos do smog podem ser fatais. Na Inglaterra em meados do século XX, misturas letais de smog mataram 600 pessoas em 1948, cerca de três mil em 1952, mais mil em 1956, e 750 em 1962.

  • Chuva ácida:

A queima de carvão e de combustíveis fósseis e os poluentes industriais lançam dióxido de enxofre e de nitrogênio na atmosfera. Esses gases combinam-se com o hidrogênio presente na atmosfera sob a forma de vapor de água. O resultado são as chuvas ácidas. As águas da chuva, assim como a geada, neve e neblina, ficam carregadas de ácido sulfúrico ou ácido nítrico. Ao caírem na superfície, alteram a composição química do solo e das águas, atingem as cadeias alimentares, destroem florestas e lavouras, atacam estruturas metálicas, monumentos e edificações.

As chuvas ácidas embora afetem mais as regiões industrializadas da América do Norte (EUA e Canadá) e da Europa (Alemanha , Áustria, Polônia, República Checa, Escandinávia), devido à emissão de dióxido de enxofre e à queima de petróleo e carvão, são um problema global visto que os ventos transportam as partículas poluentes.


  • Efeito Estufa:

O Efeito Estufa consiste, basicamente, na ação do dióxido de carbono e outros gases sobre os raios infravermelhos refletidos pela superfície da terra, reenviando-os para ela, mantendo assim uma temperatura estável no planeta. Ao irradiarem a Terra, parte dos raios luminosos oriundos do Sol são absorvidos e transformados em calor, outros são refletidos para o espaço, mas só parte destes chega a deixar a Terra, em conseqüência da ação refletora que os chamados "Gases de Efeito Estufa" (dióxido de carbono, metano, clorofluorcarbonetos- CFCs- e óxidos de azoto) têm sobre tal radiação reenviando-a para a superfície terrestre na forma de raios infravermelhos.


Desde a época pré-histórica que o dióxido de carbono tem tido um papel determinante na regulação da temperatura global do planeta. Com o aumento da utilização de combustíveis fósseis (Carvão, Petróleo e Gás Natural) a concentração de dióxido de carbono na atmosfera duplicou nos últimos cem anos. Neste ritmo e com o abatimento massivo de florestas que se tem praticado (é nas plantas que o dióxido de carbono, através da fotossíntese, forma oxigênio e carbono, que é utilizado pela própria planta) o dióxido de carbono começará a proliferar levando, muito certamente, a um aumento da temperatura global, o que, mesmo tratando-se de poucos graus, levaria ao degelo das calotas polares e a grandes alterações a nível topográfico e ecológico do planeta.

  • Vídeo sobre efeito estufa:

http://www.youtube.com/watch?v=dGNzoMIew74&eurl=http://videospesquisa.blogspot.com/2007/10/green-peace-efeito-estufa.html

  • Diminuição da Camada de Ozônio

Outro exemplo da interferência da poluição do ar, em escala global, é a destruição de camada de ozônio. O ozônio, como poluente do ar, pode ser extremamente tóxico e perigoso, contribuindo para a formação da chuva ácida e do smog. Porém, o ozônio existente na atmosfera concentra-se nas camadas mais elevadas e age como um “escudo protetor” para a vida na Terra.

A camada de ozônio situa-se entre 20 a 60 km da altitude. Seu papel consiste em absorver grande parte das radiações ultravioleta, impedindo que elas atinjam a superfície da Terra em quantidades excessivas.
Se forem intensificadas, essas radiações podem ocasionar inúmeros problemas aos seres vivos. Entre eles, podemos citar o câncer de pele, a catarata e o ataque ao sistema imunológico do ser humano e de animais. Elas afetam também os plânctons dos oceanos, responsáveis pela absorção de 50% das emissões de dióxido de carbono da Terra.

  • Abaixo seguem links com notícias correlacionadas ao tema abordado:

http://oglobo.globo.com/vivermelhor/mat/2008/10/06/poluicao_pode_aumentar_risco_de_apendicite_diz_estudo-548577853.asp
http://folhaverde.multiply.com/journal/item/112/112
http://oglobo.globo.com/sp/mat/2008/10/14/poluicao_mata_mais_que_aids_transito_juntos_em_sao_paulo-585945522.asp



Um comentário:

lindomar santos disse...

Bom dia a todos. Gostaria de ajuda sobre como fazer um reboco da casa em superadobe. Moro na cidade Curitiba estado do Paraná no Brasil. o tempo aqui no sul do Brasil é verão úmido e quente e inverno frio e umido tambem. Gostaria se possivel de saber qual melhor forma de fazer o reboco para essas condições, ou seja, reboco interno e externo. Agradeço a ajuda. Sucesso a todos. e-mail: lindomar101@hotmail.com